• Sobre o blog
  • Contato
  • Envie seu texto
  • Blogroll
  • FAQ
  • 03 fevereiro

    Ela estava sentada na sala…

     …Fazendo aqueles desenhos que fazia desde a infância, desenhava muito bem, sobre coisas e pessoas que nunca havia visto antes, na verdade não sabia explicar como aquelas imagens que pareciam tão verdadeiras apareciam na sua cabeça e enquanto todos na casa dormiam ela desenhava sem parar.

    Já era habitual, ninguém se incomodava mais, quando criança levaram em todos os “gistas” da medicina e ninguém conseguiu diagnosticar o que ela tinha, o fato é que ela não dormia, nunca! E não sentia a menor falta disso, não havia explicação, mas era verdade que ela nunca havia dormido nem por um segundo.

    Naquela noite em especial, Sara se sentia angustiada, como se algo muito importante estivesse para acontecer, se concentrou em ouvir cada segundo se passando através do tic-tac do relógio antigo da sala, morava em uma pequena cidade histórica do interior de Minas Gerais, em uma casa com grandes janelas azuis, e ali era o único lugar do mundo que ela conhecia, mas aquele sentimento que ela havia sistema agência de viagens sentido era verdadeiro, ao pôr-do-sol Sara ouviu o barulho de patas de cavalos na rua, o som era intenso, o que fez com que ela achasse estranho porque ninguém tinha se levantado para ver o que estava acontecendo? Foi ao quarto de seus pais, mas todos, não só eles, todos da cidade haviam sumido.

    Abriu a janela para ver o que se passava e as pedras da ladeira onde morava pegavam fogo, os cavalos se posicionaram debaixo de sua janela e a observavam como se a cortejassem, então ela reconheceu aquela cena, já havia desenhado várias vezes, e reconheceu principalmente a égua branca de olhos dourados, que falou:

    -Venha Sara minha querida, estamos te esperando a muito tempo, chegou a hora de você tomar posse do seu reino, esse cidade não é mais o seu lar, vamos para o reino escondido, você precisa saber toda a verdade.

    Sem hesitar Sara saiu galopando, os longos cabelos dourados sacudidos pelo vento impetuoso, atravessou a ponte sobre o rio negro e desapareceu no horizonte.

    Texto feitor por: Aline Frescorato |Blog|
    Envie seu texto,clique aqui para saber mais.

    Dayane Nascimento

    23 anos, carioca, estudante de Publicidade e apaixonada por fotografia, moda, decoração e qualquer outra coisa que me faça sorrir. @dayaneassiis

    Deixe uma resposta

    Seu email não será publicado.


    *

    1. Gabriela Sales em 3 de fevereiro de 2014

      Tem continuação?! O texto é perfeito!

      http://qualquerinfinito.blogspot.com.br/

    2. Thais Terra em 3 de fevereiro de 2014

      Gostei muito do texto!

      http://colorful-mushrooms.blogspot.com.br/

      Beijoos ;*

    3. Karla Cunha em 3 de fevereiro de 2014

      Que lindo! Adoro textos assim, que elevam a nossa mente fantasiosa!
      Tem mais?

      Um beijo
      http://www.naotenhopressa.com

    4. Sarah Pereira . em 4 de fevereiro de 2014

      Ai Deus! Amo uma boa oneshot! Só que eu quero sempre continuação! *oooooo*

      http://opacheguei.blogspot.com.br/

    5. madricousins em 4 de fevereiro de 2014

      Adorei!!!!
      Seus textos <33333 amooo
      Tem novidade lá no blog, vem ver: http://madricousins.wordpress.com/
      Beijos :)

    6. Bruna Alcântara em 4 de fevereiro de 2014

      Amo os textos das leitoras! Continue postando! Essa menina escreve muuuito bem :D
      http://www.brunaalcantara.com

    7. Thayse Stein em 4 de fevereiro de 2014

      Gostei muito desse final, fiquei imaginando a cena, que deve ter sido linda


      Beijos
      Brilho de Aluguel

    8. Fernando em 4 de fevereiro de 2014

      Olá Dayane
      A Sara não podia ser deste mundo mesmo com esse talento que ela tinha. No final pensei que se tratasse de um sonho, mas não, ela estava apenas voltando para casa.
      bjs
      Blog Fernu Fala II

    9. Iasmin Cruz em 4 de fevereiro de 2014

      Adorei texto, que ela encontre coisas boas no devido lugar.

      http://www.iasmincruz.com

    10. Juliana Medeiros em 4 de fevereiro de 2014

      lindo texto… amei

      Acabei de fazer o insta, segue , Sigo de volta!!!
      http://instagram.com/jujupmedeiros

      Bjuuu
      Juliana Medeiros
      umabonecamasnaodeporcelana.blogspot.com.br
      facebook.com/UmaBonecaMasNaoDePorcelana

    11. Michael Leandro em 4 de fevereiro de 2014

      Pura fantasia, que bonito.
      E totalmente inesperado, simplesmente adoro contos desse tipo.
      Um abraço!

      terradefagulhas.blogspot.com

    12. Isabella Jehnen em 4 de fevereiro de 2014

      Que texto lindo, adorei! *-*

      http://vidabeella.blogspot.com.br/

    13. sammy rothschild em 4 de fevereiro de 2014

      Pra ser bem sincera, eu não gostei do texto. Apesar de gostar de histórias totalmente fantasiosas, essa não me surpreendeu, não me puxou, não me prendeu. Achei a escrita meio ruim também, e tenho um probleminha com notar falta de pontuação adequada. :(

      http://ladiabolique.blogspot.com.br/

    14. Adriana Leandro em 4 de fevereiro de 2014

      Bem legal e cheio de fantasia. Bjus!

      galerafashion.com

    15. fernanda bolzan em 4 de fevereiro de 2014
    16. Camilla ♥ em 4 de fevereiro de 2014

      Adorei cara, tão fantasioso, quem dera eu ter um reino como ela!

      Beijos! http://sugar-dance.org/blog

    17. Dona Urbana em 4 de fevereiro de 2014

      Um dos textos mais diferentes mais que li no mundo dos blogs. Tem muita fantasia, mas mesmo assim é bem legal. Tudo porque mostra que às vezes precisamos viver o nosso mundo (apenas o nosso), independentemente de como ele seja, de como você o criou.

      jessica do donaurbana.blogspot.com