• Sobre o blog
  • Contato
  • Envie seu texto
  • Blogroll
  • FAQ
  • 11 fevereiro

    Ela sempre achou que ele poderia mudar…

    E foi por isso que suportou todos aqueles meses tentando nem que fosse por um minuto ter um pouco mais de sua atenção. Eles se viam de uma á duas vezes por mês, raras as vezes que se viam um pouco a mais e quando estavam juntos, por algum motivo ele queria fazer outras coisas e a deixava de lado.
    Ela olhava constantemente em seus olhos, mas ele estava sempre desviando o olhar. – Será que o problema é comigo (ela pensava). Ela começou a lembrar de datas importantes, ele não. Em seu aniversário ele iria viajar, prometeu vê-la no dia, ele não foi. Um feriado prolongado se aproxima, ela se anima e faz planos, ele diz que vai “viajar a trabalho”, ela fica sabendo que ele foi viajar com os amigos… Ainda na esperança que ele mudasse, ela planeja um encontro e liga pra ele:
    – Oi, onde você está?
    – Estou preso na estrada, não vou chegar hoje, não sei se conseguirei ir com você amanhã.
    – Há… Tudo bem! Avise-me quando chegar… Beijos.
    Ele desliga o celular e ela para por um momento, do nada seu instinto feminino fala mais alto e ela liga na casa dele:
    – Alô, oi querida quer falar com…? (Disse a Mãe dele rapidamente)
    – Ele deve estar na estrada né? (Ela interrompeu em um momento de esperança)
    – Não, ele já chegou tem mais ou menos quatro horas.
    – Humm, manda um beijo pra ele, ta?
    Ela desligou o telefone, ficou um pouco sem fala, mas teve coragem de abrir seu msn. Ele estava lá pelo celular, reclamando da estrada calorosa, ela pensou em quão sínico ele estava sendo a ponto de mentir daquela maneira, ela guardou na memória.
    Um dia, tempos depois ele terminou com ela, ela sofreu, chorou após um mês calada, ficou fria, mas conseguiu gostar de alguém depois de meses, quando ela finalmente encontrou a felicidade, ele quis voltar… E sabe o que ela fez? Se valorizou, não voltou e ficou feliz assim. E sabe o que aconteceu? Ele mudou. 
    Texto feitor por: Patricia Freitas |Blog|
    Envie seu texto,clique aqui para saber mais.
    Dayane Nascimento

    23 anos, carioca, estudante de Publicidade e apaixonada por fotografia, moda, decoração e qualquer outra coisa que me faça sorrir. @dayaneassiis

    Deixe uma resposta

    Seu email não será publicado.


    *

    1. Realidade Caótica em 11 de fevereiro de 2014

      Que texto triste, gostei muita da escrita da Patricia. Sem deixar de mencionar a conclusão ótima que o mesmo trouxe, achei triste, pelo fato do cara ter que perder para aprender a dar valor, mas achei legal a garota conseguir ser feliz, ela merecia.
      Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    2. Andressa Martins em 11 de fevereiro de 2014

      Que lindo esse texto da Patricia! Realmente se não nos valorizarmos, nada valerá a pena. E todos aqueles que são iguais a esse personagem não mudarão. Adorei!

      Beijos,
      http://diariodasquatro.blogspot.com.br/

    3. Amanda Schuler em 12 de fevereiro de 2014

      Ontem eu estava lendo o livro da Bruna Vieira e o texto falava justamente sobre as pessoas mudarem ou não. Encaixou comigo agora!
      Gostei do texto..
      beijocas

    4. Fashion Jacket em 12 de fevereiro de 2014

      Adorei o texto!!!

      Beijos

      Jéssica
      Fashion Jacket – http://www.fashionjacket.com.br

    5. Julie Chagas em 12 de fevereiro de 2014

      Ótimo texto!! Temos que nos valorizar :)

      Blog | Facebook

    6. Garotas Comuns em 12 de fevereiro de 2014

      Maravilho o texto. Faz a gente refletir um pouco sobre as pessoas. O final foi ótimo! Quando finalmente ela encontrou a paz dela, ao menos isso fez ele encontrar a paz dele!

      Beijos!
      Garotas Comuns

    7. Iasmin Cruz em 12 de fevereiro de 2014

      Adorei o texto, infelizmente as vezes a mudança só vem após a perda.

      http://www.iasmincruz.com

    8. July Gomes em 12 de fevereiro de 2014

      Muito legal o texto, as vezes nossas mudanças faz a mudança do outro.

    9. Bell em 12 de fevereiro de 2014

      Ninguém muda ninguém.
      Mas tem muitos homens que não valorizam as mulheres que tem. Se não querem mais o certo é terminar, com o coração das pessoas não se brinca.
      O preço a ser pago é altíssimo.
      Gosto desta frase da Tati B: E eu, finalmente, deixei de ter pena de mim por estar sem você e passei a ter pena de você por estar sem mim. Coitado….

      bjokas =)

    10. Nanda Torres em 12 de fevereiro de 2014

      Que texto triste :(
      Mas a gente sempre acha que a pessoa vai mudar, mas a verdade é que ngm muda por ngm :(

      Linda, aproveitando para lhe convidar a participar do Desafio do Leitor deste mês, é uma forma de divulgar tb o seu blog lá no Lado de Dentro, :)
      Clica lá: http://lladodedentro.blogspot.com.br/2014/01/desafio-do-leitor-participacao-novo.html

      beijo beijo da Nanda <3

    11. Isabela Monique em 12 de fevereiro de 2014

      Texto triste,porém ótimo.Tem muitas garotas por aí precisando ler algo assim haha
      Beijos!
      http://www.divadecristal.blogspot.com

    12. Isabele Farias em 12 de fevereiro de 2014

      "El mudou" rs, adorei ^^

      isabelefarias.blogspot.com.br

    13. Gabriela Gomes em 12 de fevereiro de 2014

      Confesso que quando eu li eu pensei "creeedo, que guria mais tonta essa, sem amor próprio, sem dignidade" mas logo apos me lembrei que eu já fui bem assim kkk Acho que todas nós já tivemos alguma fase tonta-apaixonada né?kkk Só que no meu caso foi pior ainda, quando as brigas começaram, lá pelos 8 ou 9 meses de namoro, ele nunca deixava de dar atenção, a gente vivia brigando, ele era estupido, ciumento e possessivo, mas logo pedia desculpas, prometia não fazer mais, só que depois de um tempo, perto do 1 ano de namoro, ele começou também a dar menos atenção, a ser cada vez mais estupido, e quando eu tentava terminar ele chorava, fazia um fiasco, dizia que nunca mais ia me tratar assim, e eu sempre naquela de "ta, mas essa foi a última vez" e nunca era, sempre tinha mais e mais vezes, até que terminamos, em meio a uma briga, só que passou 2 dias e ele foi me procurar, com o mesmo discurso de sempre, falas decoradas praticamente, lógico que eu não quis voltar, tava me sentindo livre, mais feliz que nunca. Mas confesso que fiquei um tanto traumatizada kk Sofri muito com ele, ele vivia fazendo tortura psicológica, me fazendo me sentir culpada por coisas que eu não tinha feito, ele vivia fazendo chantagem emocional, me magoando, foi um período muito difícil, então não consegui se quer pensar em namorar outra vez por bastante tempo, até eu conhecer meu atual namorado, mas isso mais de 1 ano depois. Mas de certa forma não me arrependo, sabe? Sou da opinião que nada na vida é por acaso, meu ex me fez sofrer muito, mas também me fez amadurecer, me fez eu me dar mais valor, ter mais dignidade, etc. Mas o cara mudar realmente é complicado, meu ex por exemplo, ta fazendo ctrl + c e ctrl + v dos textos que escrevia pra mim e publicando no face dele seguido do nome da atual dele kkk O pior é que a criatura nem se dá ao trabalho de dar uma mudada, ele copia e cola da exata mesma forma, sem mudar uma virgula kkk E agora ta com os mesmos papos de amor eterno, de alma gêmeas, de "morro por você" e de casamento, sendo que eles recém começaram a namorar (quando eu comecei a namorar com ele, tinha 13, ele 20; lógico que pela pouca idade e pouca experiencia que eu tinha achava esses papos "bonitinhos" e não conseguia ver a loucura nos olhos dele, porque sério, ele só pode ser aqueles maniacos em serie kkk). Enfim, algumas pessoas nunca mudam. Antes eu pensava que podia mudar as pessoas, mas não, isso não rola, as pessoas mudam por elas mesmo, nesse caso, o cara mudou por causa de uma decepção, pois imaginava que ela ia sofrer eternamente por ele kk Mas mudar pela pessoa, acho complicado. Adorei o texto, ficou ótiiimo! Eu também tava morrendo de saudade daqui, liiinda :D Teu blog ta cada vez melhor!
      http://www.espacegirl.com

    14. Katy em 12 de fevereiro de 2014

      Muito bom o texto, Patricia! É como eu ouvi uma vez por aí: Quem não me quer não me merece!
      Bjs.
      http://www.doceilusao.com/

    15. Mariana Jesus |Sonhos Perdidos| em 17 de fevereiro de 2014

      Que texto ótimo que a Patricia fez, ameiii *-* Com certeza é assim que devemos fazer mesmo, porque só devemos dar valor àqueles que nos dão o devido valor. E como dizem: Só aprendem, valorizam ou fazem por merecer quando perdem para sempre.

      "A Hora é Agora: Vamos nos Permitir"
      Nova integrante,nova coluna e novo post cheio de sentimentos. Corre lá no blog e confira!!

      http://sonhos-perdiidos.blogspot.com.br/2014/02/a-hora-e-agora-vamos-nos-permitir_13.html#.Uv-KuPldXiE

    16. Olívia em 23 de fevereiro de 2014

      Existem pessoas que só conseguem mudar depois que perdem… Esse é um clichê MUITO real. E muito triste, porque o tempo nos dá oportunidades, mas às vezes não sabemos aproveitá-las.