30.out.14
Textos Textos de leitores Textos e Literatura

Para o cara que te ensinou o que NÃO é amor

O único sentimento que consigo ter por ti é dó. Confesso até que chorei algumas noites depois que você colocou ela em meu lugar, mas foi choro reprimido, encubado, atrasado; Lágrimas que precisavam sair. Sim! Chorei toda a minha dor e agora meu coração esta renovado. Livre!
Mas meu bem, acho que quem chora agora é você. Arrependimento não mata, mas, aposto que torna-se a pior coisa do mundo viver com esse sentimento. Dói não é? Não consigo evitar que o sorriso venha em meu rosto, mas não pense que é riso de satisfação ou deboche. É apenas uma constatação de tudo o que eu já sabia que iria acontecer, porque a partir do momento que eu me permiti ser livre do domínio que esse “amor” tinha sobre mim, percebi qual era o meu valor. E digo, é muito alto. Foi muito pra você, Mais do que um dia possa merecer.
Mas eu nem preciso te lembrar disso, pois agora aposto que notou não é? Ah sim, você notou. Vejo isso em seus olhos e no tremor da sua voz pelo telefone. Sinto em dizer que é tarde. Quer dizer, não, eu não sinto. Atrasei tanto esse fim e sofri sozinha desde a primeira “falta de tempo pra mim” e de todas as mentiras e indiferenças tuas, achando que viver sem você seria impossível, mas não é. Pelo contrário, é bom! Descobri que o gosto da vida é bem mais doce sem você. 
Então levo comigo os momentos bons e desejo a ti toda a sorte desse mundo.
Ahhh por favor me diz que não acreditou nisso! Saiba que quando eu me virar, vou atrás de cada sonho que você não planejou comigo e realizarei cada objetivo que você não botou fé. Nunca mais pensarei em seu rosto. E eu menti, menti quando disse que tinha dó de você. Vá se ferrar! Vá você, seu arrependimento e leve seu amor junto, para bem longe de mim. 
Texto feitor por: Carolina Duarte. |Blog|
  
Envie seu texto,clique aqui para saber mais.

Veja também