Categoria "Textos e Literatura"
31.out.16
Reflexão Textos Textos e Literatura

Pelo amor ou pela dor

texto, pelo amor ou pela dor - blog conversando com a lua

Você já ouviu falar que aprendemos pelo amor ou pela dor? Acredita que podemos aprender tudo pelo amor? Eu, particularmente, acho que ainda não. A experiência de cada um de nós demonstra que costumamos aprender muito mais pela dor do que pelo amor.

Desde crianças temos a oportunidade de aprender através do amor. São os conselhos e ensinamentos exaustivos do pai e da mãe, os exemplos, as lições que recebemos dos mais velhos. Alguns nós seguimos. Muitos outros nós não seguimos. E aprendemos com nossas próprias experiências. Às vezes repetimos as mesmas experiências de nossos pais, sendo que seria fácil para nós ter aprendido com a experiência deles.

Mas não dá pra negar a capacidade que a dor tem de nos ensinar. É que a dor, pelo menos neste nosso planeta, é mais experiente que o amor. A dor pega você de jeito, como quem não quer nada, e quando você vê está pronto para refletir.

O que o amor levaria meses para explicar, a dor demonstra em alguns minutos. O que o amor levaria várias reencarnações para ensinar, a dor ensina em alguns anos. A dor chama para si, obriga a sentar e ouvir. Com a dor física, você percebe que está abusando do corpo. Com a dor da saudade, você valoriza quem está longe. Com a dor do arrependimento, você reconhece o erro e se propõe a consertá-lo. Com a dor da solidão, você se dá conta de que não é uma ilha, de que não se basta sozinho. Com a dor do coração você nota que não é como gostaria de ser, que é bem mais falível, suscetível e sensível do que costuma pensar.

A dor é um mecanismo que serve para orientar, como uma bússola. Sempre que houver um desvio da rota, a dor alerta. Você pode ignorá-la por um bom tempo. E quanto mais você a ignora, mais forte ela fica, mais potencial de ensinamento ela adquire.

É claro que um dia aprenderemos mais com o amor. Aprenderemos mais facilmente, mais docilmente. Mas em nosso estágio evolutivo a dor ainda é de extrema utilidade. Sem ela, levaríamos muito mais tempo para aprender qualquer coisa. Não sentiríamos necessidade alguma de refletir. Não reclame da dor, aprenda com ela.

Oi, pessoal queria avisar que esse texto não é de minha autoria, eu vi em um site e achei ele tão perfeito que senti na necessidade de compartilhar para vocês, o link da fonte é este aqui. Não deixe de dizer o que achou do texto. ♥

Veja também

29.ago.16
Livros

Resenha: A mágica da arrumação – Marie Kondo

Resenha: A mágica da arrumação - Marie Kondo

Que atire a primeira pedra a pessoa que é 100% organizada! Não adianta, por mais que tentamos, sempre temos aquele cantinho na nossa casa que não é nada arrumado né? E nunca conseguimos deixar como deveria ficar, sempre bagunçamos e por mais que arrumamos, daqui a uns dias fica desarrumado de novo, quem nunca?  haha

Eu era assim e ainda sou um pouco, tenho minhas recaídas as vezes, mas confesso que eu melhorei muito depois que comecei a ler um livro de organização, eu nunca tinha ouvido falar dele, mas quando fui em uma livraria acabei descobrindo o livro e como eu sou uma pessoa nada organizada eu me interessei e aqui estou eu para contar um pouquinho do que eu achei desse livro para vocês.

Esse livro faz você pensar bastante em diversos fatores que você poderia não ter pensado antes de lê-lo. O livro é dividido em várias categorias, ensinando em como você deve se organizar com a técnica que a autora descreve, é um livro bem intuitivo e dinâmico, não é uma leitura cansativa e também tem como você colocar em prática a sua organização enquanto você estiver lendo ele, mas eu aconselho colocar todas as técnicas e dicas após o término da leitura.

A mágica da arrumação - Marie Kondo

Tem algumas partes no livro que a autora fala sobre assuntos  de arrumação de fotografia e livros que eu não concordo, mas é por questões que não tem a ver com a organização, fora isso, eu achei o livro praticamente perfeito!

Mas e ai, você ficou mais organizada depois que leu o livro?

Eu sou uma pessoa muito desorganizada, mas confesso que fiquei sim, não digo que o livro me fez virar 100% organizada porque não fez, mas me ajudou muiiito em diversos fatores de arrumação e de como arrumar e ver algumas coisas de forma diferente do que eu via.

Como é a leitura do livro?

O livro é dividido em várias categorias e cada uma te ensina a arrumar “tal coisa” do jeito certo com a técnica que a autora diz, no inicio da leitura você pode achar meio nada a ver, mas a partir  do momento que você vai lendo, você vai entendendo o jeito e a visão da autora de arrumar.


 

Bom pessoal, espero que tenham gostado da resenha, não gosto de entrar muito em detalhes pois ficaria sem graça para ler depois, gosto de mostrar a opinião que eu tive sobre a leitura e eu gostei muito, mesmo que eu tenha lido todo o livro, sempre revejo algumas coisas, pois é um livro que deve andar com a  gente por toda a vida, meio que um manual, entende? haha

Me digam o que acharam da resenha, já leu ou pretende ler? Me contem ♥

E confira o look da primeira foto  aqui

Veja também

08.ago.16
Amor Textos Textos de leitores Textos e Literatura

O sorriso que me mata

Texto: O sorriso que me mata

Eu, distraída que sou, quis viver de amor, e caí em sua armadilha disfarçada de amizade. Fui pega pela minha distração imbuída de vontade de estar apaixonada, e me deixei morrer em seu sorriso homicida. Hoje, estou entre o inferno e o paraíso, mas sei que foi uma das mortes mais felizes da minha vida.

Sei que no fundo, seu sorriso é um sujeito bondoso, pois, ao mesmo tempo em que me mata, consegue salvar meu dia. É o sorriso que pertence à moldura do seu rosto esculpido, que transborda seu contentamento pela minha chegada e que se atrapalha ao tentar esconder a timidez pelo meu encontro. Seu sorriso é o disfarce pela minha partida; às vezes, é enigma, máscara preta que não deixa revelar sua verdadeira identidade. Apesar do pouco que te conheço, sei que você tem muitos tipos guardados, todos trancados naquele cofre em que também esconde os beijos e amores que um dia foram roubados de alguma pobre vítima apaixonada.

Seu sorriso, além de ser ladrão foragido, é arma branca de coleção que mata sem fazer alarde. É faca cortante, que perfura quando vem na lembrança. Se me mandassem escolher um só sorriso, seria aquele que você me mostrou na primeira noite em que ficamos juntos, enquanto eu te passava o celular, a bolsa, e parte da minha história confusa. Um sorriso de deleite, aquele que veio acompanhado de um olhar estonteado por não saber quem sou eu pra você, mas, que já refletia a certeza de que somos diferentes de tudo. Aquele sorriso que traduz o quanto nos tornamos distintos quando não estamos escoltados pelo resto do mundo. Sorriso que cheira a perigo constante. Sorriso que me basta só pelo fato de ser sincero.

Foi pro seu olhar lascivo que eu me entreguei primeiro, mas, se ele viesse desacompanhado do seu sorriso confesso, seria apenas um olhar sensual e vazio; seriam, tão somente, dois pares de olhos brilhantes e incompletos, dois pingentes de cristal sem o colar de ouro. Seu olhar e seu sorriso são parceiros de um crime perfeito, cúmplices trapalhões que tanto se complementam. Enquanto o seu olhar planeja com maestria o próximo delito, seu sorriso ingênuo te entrega fácil, e assim, não há como não se apaixonar por essa dupla demasiadamente perigosa. O seu olhar é o mandante de tudo, é o chefe do tráfico de corações perdidos. Mas o seu sorriso… É o seu sorriso que me mata. Assim como seu olhar, seu sorriso é um bandido sem vergonha e sem juízo.


 Texto feitor por: Camila Barretto|Facebook|
Envie seu texto, clique aqui para saber mais.

Veja também

22.jul.16
Dicas Fotografia Textos

Como tirar fotos tumblr?

Como tirar fotos tumblr?

Para quem não sabe, tumblr é uma rede social que existe a bastante tempo, onde muitas pessoas compartilham imagens, textos pessoais e por ai vai, e agora todo mundo passou a querer saber em como tirar fotos tumblr, mas afinal, o que seria foto tumblr?

Logo depois que bombou essa febre, vi um milhão de vídeos, centenas de posts de dicas de “como ser uma garota tumblr, como ter estilo tumblr, penteados/roupas para garotas tumblr, como ser tumblr girl“… E centenas de milhares de assuntos com essa linda palavra, tumblr.

Até ai eu não vejo nenhum problema, aliás, tumblr é uma rede social onde QUALQUER pessoa pode usar e pode postar as suas fotos, os seus textos… Mas o problema é que todas essas dicas de estilo tumblr não era para QUALQUER pessoa.

As pessoas estavam criando um esteriótipo para o estilo de “garota tumblr” seria uma menina branca, com cabelos lisos, lábios grossos, delineado de gatinho e boné virado para trás, basicamente era isso! E eu parei para pensar, uma moda tão legal, mas que as pessoas que são fora desse padrão não são consideradas uma garota tumblr, aliás, tumblr é uma rede social, não tem padrões, então porquê essa moda teria? Então eu estou aqui para dar uma dica a você para ser uma garota tumblr, tenha um tumblr.

Não ligue para o que as pessoas  falam, não existe uma fórmula secreta para ser uma garota linda, não tem formula secreta para a beleza. A beleza está nos olhos de quem vê! Então, você que veio aqui pesquisar várias dicas para tirar fotos tumblr, a única dica que eu dou é, seja você!

Veja também

08.jun.16
Textos de leitores Textos e Literatura

Mãe, eu não vou embora!

texto-mae-eu-nao-vou-embora-blog-conversando-com-a-lua-nati-pereira-santa-tereza-parque-das-ruinas-ensaio-fotografico

Preste atenção em como ela se dedica pra você, faz tudo o que você quer dentro das possibilidades dela. Se dobra e desdobra para que fique feliz, mesmo quando ela está triste. O quanto suas mãos estão cheias de calos de tanto trabalhar para te dar o melhor, além de tudo o que você pede.

Por mais que você diga que a obrigação é dela de te sustentar:
Quantas mães parem seus filhos e abandonam?
Quantas mães casam e antes de ganhar são abandonadas pelos parceiros?
Quantas mães não tem condições de criar seus filhos e mesmo assim continuam com eles?
Quantas mães são mães de verdade?

Se você fosse sua mãe, gostaria de se ter como filho?

Olhar ao redor, valorizar o esforço diário de engolir sapos, de não ter apoio nenhum de ninguém e ter que saber criar crianças sendo mãe de primeira viagem, não é fácil. Não pedimos piedade, pena, não estamos mendigando holofotes e sim apenas, que abram os olhos e respeitem todas as mães, mesmo elas não sendo sua.

Todos nós vamos crescer, vamos querer um espaço só nosso, isso mesmo, iremos morar sozinhos ou casaremos direto, sem experimentar como é morar sozinho, enfim. A maioria não vai e nem quer mais morar com a mãe, porém essas pessoas não pensam em como suas mães se sentem, o que elas acham disso e se vale a pena magoar nossa mãe pra ser maria vai com as outras.

Perceba que enquanto as amigas dela estavam conquistando o mundo, ela estava te embalando. Enquanto você estava comendo, ela poderia estar com fome para te alimentar. Enquanto você estava bem vestido, ela estava usando roupas de anos atrás. Enquanto você estava doente, quem estava acordada cuidando de você, era, é e sempre será ela, mesmo você tendo 10, 20, 30, 100 anos, porque enquanto ela estiver viva, vai estar do seu lado pro que der e vier.

Nas horas mais difíceis da sua vida, quem vai estar com você na ruim e na boa é a sua mãe. Então não jogue fora todo o tempo que ela deu pra você com todo o amor e carinho, te cuidando, moldando-te para que se torne uma pessoa do bem, sem vícios, sem pedir nada em troca. Na verdade ela queria sim algo em troca, o teu sorriso, a tua felicidade e que mesmo longe, tu sempre estivesse e ficasse bem.

Então, quando você casar, constituir família com outra pessoa, ir morar sozinho, decidir sair da casa da sua mãe, não abandone-a, não troque-a por festas, por amigos que não são amigos de verdade, por coisas fúteis e banais, por pessoas que hoje estão aqui e amanhã não se sabe, porque ela só vai te abandonar no dia que falecer.

Não “jogue-a” em um asilo, por não ter tempo, não ter condições, não saber lidar com ela, entre outras desculpas esfarrapadas que escutamos por aí, porque quando ela teve que cumprir o papel dela, ela estava ali o tempo todo, mesmo sem saber direito o que fazer, nunca te abandonou e você não pode e nem tem o direito de fazer isso. Não esqueça que tem mãe.

Não existe apenas gratidão, existe amor e é incondicional.

– não cito pai, porque na maioria das famílias (pessoas que moram com você) eles não são presentes.
– repito muitas vezes a palavra enquanto, porque vivemos o enquanto não morrermos.


 Texto feitor por: Natália Pereira|Blog|
Envie seu texto, clique aqui para saber mais.

Veja também

Página 1 de 6412345... 64Próximo