• Sobre o blog
  • Contato
  • Envie seu texto
  • Blogroll
  • FAQ
  • 27 janeiro

    Agora sou egoísta!

    Por acaso decidi mudar a rota que fazia até o trabalho. Peguei uma ruazinha apertada com casas pequenas, no lugar de passar pela avenida movimentada. Especialmente hoje, eu estava carregando tantas coisas que só queria chegar logo e jogar todas em cima da minha mesa. De repente, tropecei. Olhei para o chão, era um sorriso, não tinha como carregar, pensei em deixá-lo ali. Andei mais dois passos e voltei, apoiei minha pasta em um canteiro e peguei. 
    Eu tinha achado, era meu. “na verdade não”, minha mente respondeu. Minha mãe sempre dizia que se algo podia ser devolvido, devíamos fazer isso. Examinei aquele sorriso, virei, olhei as laterais, a curvatura, os detalhes. Era bonito, mas não tinha nome, endereço ou telefone. Então coloquei no rosto, e retomei meu caminho.
    Mal entrei no prédio, já estavam me olhando diferente. Olhei para baixo, tentei ver se havia algo engraçado em minha roupa, se minha braguilha estava aberta, se eu tinha me sujado. O porteiro falou um sonoro “Bom dia”, que ele nunca falava para mim e achei que só cumprimentasse as mulheres. Apenas balancei a cabeça em resposta e segui para o meu andar, ouvi alguns sussurros no caminho, fofoquinhas, não sabia o motivo, mas também não me importei. 
    Finalmente despejei minhas coisas sobre a mesa e esperei ela chegar. Ela era do departamento vizinho, sempre vinha nesse horário buscar documentos e deixava seu perfume no ar. Ela entrou, jogando os cabelos para o lado e andando lentamente até a mesa mais distante da sala. Quando estava saindo, acenou para mim e piscou tão docemente que demorei a acreditar. Olhei para os lados, para confirmar se era comigo, e ela abriu um enorme sorriso esperando que eu acenasse de volta. Ainda incrédulo, o fiz. 
    Normalmente, as pessoas não falavam comigo. Não me desejavam bom dia, ou bom trabalho e eu não sabia o que estava diferente hoje, durante o dia outras gentilezas me apareceram, deixando-me sempre muito confuso. Será que eu estava rico e não sabia? Por que todos estavam simpáticos? 
    O dia passou rápido e, incrivelmente, agradável. No final do expediente, entrei no elevador e ela estava lá de novo, foi impossível não mudar minha postura só com o cheiro que ela deixava naquele pequeno ambiente. 
    – Nunca te vi sorrindo. Você devia sorrir sempre. – ela falou – Fica bem em você. – E saiu no andar seguinte. 
    Eu não sei de quem é esse sorriso, mas não sabia como ele podia tornar meu dia melhor. Perguntei-me o motivo de nunca ter usado um sorriso meu antes, talvez eu nem tivesse um. Que bom que achei esse, agora sou egoísta e não quero mais devolver. Seja lá de quem for, podemos dividir. A alegria está aí pra isso.
    Texto feitor por: Karla Cunha |Blog|
     
    Envie seu texto,clique aqui para saber mais.

    Dayane Nascimento

    23 anos, carioca, estudante de Publicidade e apaixonada por fotografia, moda, decoração e qualquer outra coisa que me faça sorrir. @dayaneassiis

    Deixe uma resposta

    Seu email não será publicado.


    *


    CAPTCHA Image
    Reload Image

    1. Mands ♡ em 27 de janeiro de 2014

      Que texto perfeitoo! Sorrir é essencial, estando triste ou feliz, não deixa ninguém ver as nossas fraquezas mesmo sendo as menores possíveis, um sorriso derruba qualquer um que queira o nosso mal, concorda? haha
      beijão,
      delicadacomoumcacto.blogspot.com
      Instagram: @delicadacomoumcacto | Twitter: @blogDCUC

    2. Laís Sandrigo em 27 de janeiro de 2014

      Falou em sorrisos, já me derreto toda. Amo quando são mencionados, descritos, exaltados… ah! Deve ser um dos meus pontos fracos! Lindo texto o dela :)

      http://cadasegundovale.blogspot.com.br/

    3. M.campanello em 28 de janeiro de 2014

      Ah que perfeito, fala em sorrisos eu sei que é DIGNO de se ler ♥

      XOXO :D | JOVEN CLUBE

    4. Leidiana Pereira em 28 de janeiro de 2014

      Que texto bonito Day!
      Pensei que a história teria um outro final, mas esse sem dúvidas foi o melhor, nada como sorrir né? Aviva nossa alma, nos deixa feliz e mais jovem! rsrs
      Beijos. ♥

      Diário da Lady

    5. Nanda Torres em 28 de janeiro de 2014

      Nossa, quero encontrar um sorrisão desse por aí!
      Você escreveu de uma forma tão doce e envolvente, amei, parabéns!

      Linda, acabei de upar um vídeo novo lá pro blog, confere lá <3
      http://lladodedentro.blogspot.com.br/2014/01/um-papo-sobre.html

      beijo beijo no coração!

    6. Juliana Medeiros em 28 de janeiro de 2014

      sorris salva a alma… lindo texto

      Bjuuu
      Juliana Medeiros
      umabonecamasnaodeporcelana.blogspot.com.br
      facebook.com/UmaBonecaMasNaoDePorcelana

    7. Fernando em 28 de janeiro de 2014

      Olá Dayane
      Devemos dar mais valor aos sorrisos. Eles abrem portas para gente até em dias em que não estamos bem. Foi o que aconteceu neste caso. Infelizmente as pessoas estão a cada dia mais com a cara amarrada na rua onde ninguém pode encarar ninguém que logo recebem uma cara feia. Quero sempre poder encontrar e ter em meu rosto um sorriso novo para brindar o mundo.
      bjsss
      Blog Fernu Fala II

    8. Bruna Reis em 28 de janeiro de 2014

      Que lindoooo!! Adorei!!!!! Ahh se eu encontrasse um sorrisão desses pelo menos uma vez =)) haha
      beeeeejo

      http://beautystopblog.wordpress.com/

    9. Michael Leandro em 28 de janeiro de 2014

      Muitoooo show! Gostei demais, mostra como o otimismo e a alegria podem mudar a vida de uma pessoa. É algo que eu gostava de falar de vez em quando, as pessoas são meio que muito rancorosas e vazias, mas um sorriso pode mudar completamente as coisas, a gente vê isso todos os dias.

      =D

      terradefagulhas.blogspot.com

    10. Marcela Miranda em 28 de janeiro de 2014

      Amando o texto!
      Eu adoro sorrir, acho que não tem nada mas bonito do que poder sorrir, ainda mais sem motivos.
      Beijos, beijos!

      Dearitgirl.blogspot.com.br

    11. Gabriela Marques em 28 de janeiro de 2014

      Eu sou aquela pessoa boba alegre, sabe? As pessoas chegam a ter raiva de mim até. Pq da piada mais sem graça, ou até piada nenhuma eu estou rindo e sorrindo. Só de caminhar na rua, e de lembrar algo engraçado, eu começo simplesmente A RIR aushuashuahsuhauhs e as pessoas param e perguntam: O que aconteceu com essa loca?!?!! hahahahah Mas claro, não é aquela gargalhada, né. Não chega a ser esse ponto auhsuahsuahsh

      Beijos, @wonderlandwd
      official-wonderland.blogspot.com

    12. Thais Terra em 28 de janeiro de 2014

      Gostei do texto :)

      http://colorful-mushrooms.blogspot.com.br/

      Beijoos ;*

    13. Sara Silva Freitas em 28 de janeiro de 2014

      Amei esse texto… Às vezes é bom ser egoísta! =D

      Beijos.

      http://saraecoisadegarota.blogspot.com.br/