• Sobre o blog
  • Contato
  • Envie seu texto
  • Blogroll
  • FAQ
  • 02 abril

    Um dia acordo cinza, outro dia colorida…

    Me olho no espelho e começo a rever marcas que o tempo me causou, as palavras, o desprezo, a humilhação que passo diariamente por algum ser que sabe meu ponto fraco e tenta me atingir, e consegue, tenho um problema chamado insegurança, quem dera isso fosse apenas coisa de adolescente, quem dera este problema acabasse tão rápido quanto aquele meu doce favorito, embora tenha lido centenas de vezes que devemos pensar primeiro em nós mesmos para depois ver o que os outros pensam, eu não sigo muito bem este ‘padrão’, sou humano, é automático não é porque existe essa bendita frase que eu tenha que me padronizar e segui-lá.
    Sou muito emocional, sou sensível mesmo que eu passe uma imagem confiante, dura, agressiva e mesmo que eu brinque, seja uma menina engraçada, louca entre aspas, tenho problemas, tenho sentimentos, e é tão ruim gostar de alguém e esse alguém te desprezar, dizer que não quer nada contigo, dai você é forte, não abaixa a cabeça por conta de um não, mas ai vem o segundo, o terceiro… E começa assim a perder as esperanças, começa a se olhar no espelho juntar tudo o que te dizem ‘desagradavelmente’, porém vem as palavras reconfortantes de seus amigos, que não querem ver você de modo algum na fossa dizendo que você irá encontrar alguém que te dê valor, encontrar eu até posso ter encontrado, mas não senti o mesmo, o que posso fazer? Tenho dedo podre pra escolher o cara certo? Ou eu errei tanto na vida que preciso apanhar muito como castigo?
    Queria ter alguém pra me abraçar, me beijar, me olhar nos olhos e dizer eu te amo, me ligar de noite, de madrugada, sair comigo no final de semana, ficar em casa, na cama ou no sofá, assistindo um filme romântico, engraçado, que seja, pelo menos estaríamos ali e eu estaria bem.
    Volto a me olhar no espelho e vejo que preciso de mudanças, por mais que digam que meu cabelo é feio, eu entendo, gosto do meu cabelo, não tanto quanto queria, sei que sou desleixada e preciso me recompor, queria pedir ajuda, mas tenho vergonha e muitos que riram de mim, tenho certeza que um dia vão se calar, pois sentimentalmente falando sou linda, esteticamente não tanto, preciso admitir isso e eu vou me ajudar e quem quiser se juntar a mim, vamos juntos.
    Texto feitor por: Emanuelly Cristina Miguel |Blog|
    Envie seu texto,clique aqui para saber mais.
     
    Dayane Nascimento

    23 anos, carioca, estudante de Publicidade e apaixonada por fotografia, moda, decoração e qualquer outra coisa que me faça sorrir. @dayaneassiis

    Deixe uma resposta

    Seu email não será publicado.


    *


    CAPTCHA Image
    Reload Image

    1. Sleepy Reverie em 2 de abril de 2014

      Sabe como é ler algo e se identificar com tudo?! Então… amei o texto, é basicamente eu rs.

      Beijos!
      http://booksandflowers.blogspot.com.br/

    2. Amanda Ricci em 2 de abril de 2014

      Ai que texto lindo gente, socorro. Me identifiquei muito, parabéns!

      Beijos, Amanda.
      http://fic-board.blogspot.com/

    3. Adriana Leandro em 2 de abril de 2014

      Parece que esse texto foi feito pra mim. Me identifiquei muito com ele. Bjus!

      galerafashion.com

    4. Fashion Jacket em 3 de abril de 2014

      Adorei o texto!!! Muita gente se identifcou :)

      Beijos

      Jéssica
      Fashion Jacket – http://www.fashionjacket.com.br

    5. Thais Terra em 3 de abril de 2014

      Gostei do texto :)

      http://colorful-mushrooms.blogspot.com.br/

      Beijoos ;*

    6. Realidade Caótica em 3 de abril de 2014

      Adorei o texto, de fato nunca somos os mesmos. Um dia bem, um dia não tão bem… Adorei a comparação com a cor no titulo e texto. Muito bom mesmo.
      Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    7. Amanda Schuler em 3 de abril de 2014

      Texto forte e com certeza vai fazer muita gente se identificar!
      boas reflexões para o meio da semana!
      Beijocas

    8. Isabella de Paiva em 3 de abril de 2014

      Que texto lindo, vai fazer muita gente se identificar :}
      E o que importa é o interior, não o exterior :}

      Um beijo,
      Isabella do http://www.theurbantrends.com

    9. Yara Fontes em 3 de abril de 2014

      Parece que voce escreveu esse texto pra mim,sério! me identifiquei bastante :D parabéns pelo texto e pela escrita ! http://derepente15uiinze.blogspot.com.br/ Beijos

    10. Patricia Porto em 3 de abril de 2014

      Muito lindo texto da nossa amiga Manu, goste bastante, primeiramente pelo título, bem a minha cara, segundo, por que o que ela escreve, toca as pessoas! Tenho certeza que muita gente se identificou com este texto!

      beijos!
      http://www.pequenamenina31.blogspot.com.br

    11. Camila em 3 de abril de 2014

      Um ótimo texto Day..
      Voce me fez pensar sobre algo do passado, e que olha, Deus tem um homem maravilhoso a lhe entregar no dia certo :)

    12. Andressa Martins em 3 de abril de 2014

      Adorei o texto da Emanuelly! Tem coisa pior de que ser desprezada/humilhada por uma pessoa que você gosta/ama? É complicado…

      Beijos,
      diariodasquatro.blogspot.com.br

    13. Cyntia Campos em 3 de abril de 2014

      Com certeza insegurança não é coisa de adolescente, até hoje (aos quase 25) sou bastante insegura, porém os aprendizados fazem a gente controlar isso. O texto é muito forte, já passei por quase tudo que você escreveu, acho que todo mundo passa por isso.

      Parabéns!

    14. July Gomes em 3 de abril de 2014

      Que texto lindo!Amei!

    15. Aline Cuerci em 3 de abril de 2014

      Me identifiquei tbm com esse texto.
      A autora conseguiu se expressar bem. Adorei !

      Bjos.

      http://as-coisas-mais-doces.blogspot.com/

    16. Natty ♥ em 3 de abril de 2014

      Nossa, amei o texto!
      Ótimo mesmo, adorei!
      Beijinhos, fica com Deus! ♥
      contornoperfeito.blogspot.com.br